Instagram Business: descubra suas vantagens

blog_gestao_14052019(1)

Estar presente no Instagram é mais do que aparecer para os potenciais clientes, é educá-los para questões como reconhecimento de marca, pesquisa de compras, estilo de vida e muito mais. Mas como fazer isso?

O primeiro passo para garantir o sucesso do seu Instagram Business é pensar estrategicamente. Isso quer dizer identificar as reais necessidades do seu negócio, fazendo  perguntas como: desejo aumentar o número das minhas vendas? O tráfego do meu site? Preciso melhorar a percepção da minha marca? Quero estabelecer relacionamentos com influenciadores? É muito provável que você fique um pouco perdido em relação ao que deve ser feito e, por isso, contar com uma equipe especializada em marketing digital é importante. Muitas vezes, existe uma falsa percepção do que o seu negócio precisa e é aí que uma equipe focada em estratégias e resultados entra! – Leia também Instagram: 5 dicas para crescer organicamente na rede social.

Divulgar os seus produtos no Instagram é outro passo para garantir o sucesso do seu perfil. Aliás, essa é uma vantagem do Instagram Business em relação a outras redes sociais. Explicamos o porquê: suas publicações não são disputadas com notícias ou textões. Pelo contrário, o foco dos anúncios é no produto a ser oferecido. Além disso, há uma variedade de formatos para engajar o seu público: imagens estáticas, vídeos, gifs, carrossel e stories. Se você ainda não considerou usar o recurso de compras online é hora de rever essa decisão! Ao enxergar o ícone de sacola de compras no canto superior direito da foto, o usuário já sabe que se trata do anúncio de um produto. Se ele tiver interesse, basta dar um toque na imagem para que as informações sobre preço sejam exibidas e mais um clique para obter maiores informações. Por fim, caso o usuário clique em ‘comprar agora’, ele é levado direto para o seu site.

Boas práticas também devem fazer parte das suas estratégias de marketing digital no Instagram. Para isso, é importante dar uma atenção especial para os conteúdos, que devem ser o mais originais possíveis. Saiba mais em Marketing de conteúdo nas redes sociais.

Se você ainda não está convencido de investir no Instagram Business, aí vai alguns dados da própria rede social:

  • 80% das contas seguem uma empresa no Instagram;

  • Mais de 300 milhões de contas usam as histórias da plataforma todos os dias;

  • Mais de 500 milhões de contas do Instagram em todo o mundo estão ativas todos os dias!

Para aumentar ainda mais suas oportunidades de sucesso, que tal aparecer para os clientes da sua cidade? Conheça o Localbiz: https://localbiz.maxisite.net/

Banner_blog_alt

Marketing Emocional nas Redes Sociais

gestao_blog_05032018

Os seres humanos são dotados de uma capacidade magistral de sentir o tempo tempo, podendo alternar entre diferentes sentimentos ao longo do dia. Isso acontece com os colaboradores, com o chefe, os potenciais clientes e já clientes, ninguém escapa da montanha russa de emoções.

O marketing emocional lida justamente com o lado humano e, por isso, há uma preocupação com a nutrição e construção de um vínculo entre o cliente e uma marca, produto ou serviço. Agora você deve estar se perguntando “qual a diferença entre o marketing emocional e o marketing sensorial?” Simples, enquanto o marketing sensorial é efêmero e tem o intuito de PRECIPITAR uma venda, o marketing emocional, ao contrário, deseja nutrir um relacionamento duradouro. Os resultados do marketing emocional são alcançados, portanto, trabalhando a retenção de clientes, pós-venda, feedback e atendimento ao cliente.

A função básica do marketing é oferecer soluções para os seus clientes, certo? O marketing emocional o enxerga como um ser deficiente, ou seja, algo está faltando e, portanto, existe uma carência que precisa ser suprida por quem vende determinado tipo de produto e/ou serviço.

O marketing emocional é fundamental para manter o ponto de equilíbrio de qualquer negócio, fortalecer sua base de clientes (não só nas redes sociais) e até conquistar defensores da sua marca de forma orgânica. Dois pontos aqui merecem destaque: é mais barato manter um cliente do que conquistar um novo; um cliente fiel gasta mais na sua loja do que um novo cliente.

Como qualquer relacionamento duradouro, o marketing emocional também precisa de bases sólidas para permanecer atuante e funcionando a pleno vapor. Como estamos falando de emoções e sentimentos, nada mais justo do que considerar o maior responsável pela existência do vínculo afetivo: o amor. Ele é a expressão máxima de engajamento nas redes sociais. Quando a experiência é boa, o desejo é curtir, comentar, compartilhar e falar sobre a experiência positiva com outras pessoas. Outra base essencial é a experiência; o contato com a sua marca, seja através de um produto, serviço, mensagem ou qualquer outro, precisa ser memorável (no bom sentido) para o seu cliente. Nosso cérebro lembra de mais episódios ruins do que bons, por isso ter uma preocupação em oferecer experiências incríveis pode ser bastante oportuno. Outra base que ajuda a solidificar o marketing emocional é o conteúdo: ele não é só o que leva à conversão e a venda, mas é também o que preenche o vazio, a espera e a experiência.

E você, tem mostrado para o seu cliente que se importa com ele?

Conheça o nosso trabalho: www.gestaoderedessociais.com

ADAPTAÇÃO DE CONTEÚDO: 3 DICAS PARA FAZER A SUA SER UM SUCESSO

maxisite_19022019_blog

Você já se perguntou como dizer a mesma coisa sem cansar as pessoas? Pode ter certeza de que não está sozinho nessa! Esse é um dos grandes desafios, talvez o maior, quando o assunto é estratégia de marketing.

Estamos tão acostumados a falar sobre público-alvo, afinal todo mundo sabe o quanto é importante atingir as pessoas certas, que escolhemos ir por outro caminho nesse post: formatos. Isso mesmo, nem todo mundo gosta de consumir conteúdos no mesmo formato o tempo todo. Isto é, se suas redes sociais estão repletas de textões que não dizem nada ou apenas imagens, sem nenhum tipo de apelo visual, é hora de mudar de rota e adaptar seu conteúdo! Mas como fazer isso sem ficar repetitivo?

Reforçando ideias

Não há nada nessa vida tão simplista que não possa ser explicado mais de uma vez, só que de formas diferentes. Explicamos: você pode lançar um tema mais complexo e segmentá-lo, a fim de manter o interesse do público já engajado ou simplesmente repetir a mesma mensagem com pegadas diferentes. Se você tem uma loja que está em troca de coleção, por exemplo, pode lançar uma campanha que privilegie o gatilho da escassez como: “TROCA DE COLEÇÃO, última oportunidade pra você garantir peças novas no armário”, assim como: “DESCONTO PROGRESSIVO: TROCA DE COLEÇÃO – 1 é pouco, 2 é bom, 3 É DEMAIS!”. O mais surpreendente é que seus potenciais clientes nem se dão conta de que o seu objetivo é o mesmo (vender), porque a mensagem é diferente!

Otimizando suas estratégias sempre que necessário

Investir em diferentes formatos garante que a sua audiência receba diferentes mensagens sobre o mesmo assunto e perceba valor nisso. Por exemplo, será que quando o tema é relacionado a saúde, apenas um formato – com definição do tópico, explicação: transmissão, causas, sintomas e tratamento – é o suficiente para esclarecer o assunto ao público? É necessário identificar as necessidades do próprio eixo temático e observar se o conteúdo ficará simplista diante da enorme complexidade que é a nossa saúde.

Adaptando os campeões de engajamento

Sabe aquele post que fez chover reações, interações e compartilhamentos no feed? Esse é, sem dúvida alguma, um campeão de engajamento e merece ser adaptado e republicado. Não se tratando de notícias, que acabam perdendo relevância em 2 dias ou 3, conteúdos atemporais merecem ser adaptados.

Curtiu esse conteúdo e quer saber mais sobre o assunto? Conheça o nosso trabalho: www.gestaoderedessociais.com e fale com a nossa equipe: (24) 2237-0107 ou através do whatsapp: (24) 98839-6811

Marketing de vídeo: descubra como essa estratégia pode mudar seu 2019

blog_gestao_11022019

Você deve estar pensando que esse é só mais um post sobre uma estratégia já muito conhecida e propagada quando o assunto é marketing digital, estamos certos? Claro que não é segredo algum que ele é uma poderosa ferramenta, mas até pouco tempo (beeem pouco) só era possível usá-la para alcance em massa, awareness de marca¹ e consideração.

 

Acontece que em 2018 os limites deixaram de existir, permitindo que o marketing de vídeo começasse a ser usado desde awareness até para obter uma resposta direta, ou seja, durante toda a jornada do consumidor. Você consegue entender a dimensão e os impactos disso para o seu 2019?

 

O seu consumidor não está mais interessado em vídeos passivos, ele deseja viver uma experiência interativa com você e a sua marca. É o que revela uma pesquisa do Google, realizada no Youtube em 2018. Outra revolução na forma como o marketing de vídeo afeta atualmente as suas estratégias está ligada a forma como as plataformas evoluíram, influenciadas pela mudança de comportamento do consumidor. É que, historicamente, a propaganda em vídeo não podia ser acionada, otimizada ou mensurada em relação aos objetivos da resposta direta, ou seja, a única forma de uma pessoa ‘responder’ àquele vídeo era assistindo a ele. Graças a tecnologia e as otimizações, as equipes de marketing agradecem, foi possível pensar em ações específicas para o público – o famoso ‘inscreva-se’ ou o estímulo à compra de um determinado serviço/produto são exemplos.

 

Agora que você já sabe um pouco sobre essas mudanças, que tal descobrir como fazer para que o marketing de vídeo mude o seu 2019?

 

1- Use insights do público para inspirar ações

 

A melhor forma de saber o que fazer nas suas estratégias de marketing de vídeo é usar o que você sabe a respeito do seu público, ok? Se o consumidor é exposto a milhares de mensagens de marcas diariamente é preciso pensar o que falta para que A SUA seja diferente e o atinja em cheio! Em outras palavras, você é o cupido e precisa trabalhar a resposta direta do seu cliente. É o que nos ensina o marketing de um dos maiores outlets online de luxo do mundo, a Yoox Net-A-Porter. A marca sabe muito bem que os seus consumidores apreciam a exclusividade; o que você acha que ela fez? Explorou com inteligência diversas tendências da moda e, ao final do vídeo (25 segundos), disponibilizou um link que levava as pessoas para uma página onde um item exclusivo poderia ser comprado. Não acabou por aí, não! Se a pessoa não clicasse para comprar, a oferta não apareceria mais. Se você pensou no famoso gatilho de escassez, é isso aí! O resultado foi matador, a empresa teve um aumento de vendas direta.

 

Inserir mídia de vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=AWmyQQUVwzc

2- Use a criatividade e atinja o público certo

 

Sua estratégia de marketing de vídeo pode ser inspiradora e digna de um prêmio, mas se ela não atingir as pessoas certas todo o trabalho terá sido em vão. Call-to-actions fortes e chamativos podem ser bem pertinentes, mas a sua equipe de marketing precisa ter mais criatividade e direcionar o vídeo para o público-alvo. Só assim você terá uma resposta direta de potenciais clientes!

 

3- Transmita a mesma mensagem de maneiras diferentes

 

Até que a sua mensagem atinja as pessoas que deseja é necessário transmiti-la de diversas maneiras. Mas não é repetitivo fazer isso? Depende. Repetir a mensagem é a melhor forma de estimular uma resposta direta (ação), além de que você pode acabar descobrindo qual delas funciona melhor. Em outras palavras, seja sempre visto para não ser esquecido.

 

Gostou das nossas dicas, mas precisa de uma mãozinha nas suas estratégias de marketing de vídeo? Conheça o nosso trabalho e fale com a nossa equipe:  www.gestaoderedessociais.com | (24) 2237-0107 ou Whatsapp: (24) 98839-6811

 

___

¹ Brand Awareness é a consciência de marca e indica o quanto e como uma marca é reconhecida pelos consumidores.

 

Facebook: Integração do Messenger, Instagram e Whatsapp para troca de mensagens

gestao_blog_05022018

Mark Zuckerberg, diretor executivo do Facebook, planeja realizar a integração entre o Messenger, o Instagram e o Whatsapp. O objetivo é permitir a troca de mensagens entre as três redes sociais, que continuarão funcionando de forma autônoma, com criptografia de ponta a ponta para garantir o sigilo de todos os conteúdos enviados pelos usuários.

 

Segundo o jornal americano The New York Times, a mudança ainda não tem data certa para ocorrer, mas a expectativa do lançamento é entre final de 2019 e início de 2020. Com a mudança os usuários poderão enviar mensagens do Facebook para aqueles que têm apenas Whatsapp, por exemplo.

 

Em muitos países, as pessoas dependem de um ou dois serviços de correio. Na China, o WeChat, da Tencent, é o aplicativo mais popular, enquanto o WhatsApp é usado muito mais na América do Sul. No entanto, os americanos preferem serviços diferentes, como mensagens SMS, Apple iMessage e vários aplicativos de bate-papo do Google.

Para o Facebook, as mudanças representam uma oportunidade melhor para gerar dinheiro com o WhatsApp e o Instagram, que atualmente não geram muita renda, embora tenham um grande número de usuários (não mais que o Facebook):

 


Facebook é a rede social com maior quantidade de usuários. WhatsApp, Facebook Messenger e Instagram ocupam a terceira, quarta e sexta posições respectivamente. | Fonte: Statista

Agora você deve estar pensando como isso pode impactar o seu negócio, certo? Basicamente o aumento do engajamento do público, que tem como consequência o aumento no leque de propagandas e diversas formas de ganhar dinheiro. Ainda segundo o jornal americano, através da integração das plataformas, uma das formas de obter lucros será através da cobrança de uma taxa para aqueles que desejarem publicar algum tipo de propaganda.

 

Sem dúvida alguma, outro aspecto que merece destaque é maior agilidade na resposta aos potenciais clientes e, melhor, sem prejuízo de informações. Tudo estará integrado, já que não será necessário iniciar uma conversa em uma rede social e ir para outra.

 

E você, o que acha dessa novidade?

Conheça o nosso trabalho: www.gestaoderedessociais.com