TikTok: a nova rede social que é um fenômeno

Gestão_10032019

Você já ouviu falar no Tiktok? A rede social vem batendo recorde de download no mundo, ultrapassando a marca de 1 bilhão, tanto é que nos Estados Unidos já superou até o Instagram. Tanto sucesso só pode ser explicado pelo objetivo da plataforma, que permite aos usuários a criação de vídeos divertidos, apelando para o humor. E cá entre nós, quem não gosta disso?

tik-tokFoto | Reprodução: TikTok

A rede foi criada na China em Agosto do ano passado e desde sua apresentação faz sucesso nos Estados Unidos, como já falamos, e Austrália, embora seu maior público esteja na China e na Índia.

O TikTok foi criado para permitir a interação ‘obrigatória’ entre os usuários. Nele você pode postar vídeos de 15 segundos, editá-los e ainda acrescentar efeitos e trilha sonora. Como a maioria dos vídeos tem certo humor, o público é bastante jovem e, segundo a rede social, 41% dos usuários têm entre 16 e 24 anos.

Já vimos que a plataforma é um fenômeno, certo? Pois é, e por isso mesmo tem chamado a atenção das empresas chinesas, indianas e americanas. Nem precisamos dizer que é só uma questão de tempo para que ela faça sucesso nas empresas brasileiras, né? (ou não…).

Algumas vantagens da plataforma estão na segurança e proteção dos usuários, que receberam investimento contra assédio e uso indevido. Isso permitiu uma estrutura confiável, com teste de recursos e funcionalidades, alinhamento de objetivos e, claro, o foco inquestionável para conquistar públicos cada vez maiores. Além disso, também há uma vantagem em relação ao marketing viral, ainda um desafio para redes sociais como Instagram e Facebook. O Tiktok promete não atrapalhar o ‘andamento’ da coisa, já que os usuários não conseguem simplesmente ignorar o que está no feed e rolar para ver outra coisa. Pelo contrário, eles vão passando pelos vídeos e interagindo.

E você, o que acha do Tiktok? Será que ele pega aqui no Brasil com uma pegada voltada para as empresas?

Conheça o nosso trabalho: www.gestaoderedessociais.com

Banner_blog_alt

Marketing Emocional nas Redes Sociais

gestao_blog_05032018

Os seres humanos são dotados de uma capacidade magistral de sentir o tempo tempo, podendo alternar entre diferentes sentimentos ao longo do dia. Isso acontece com os colaboradores, com o chefe, os potenciais clientes e já clientes, ninguém escapa da montanha russa de emoções.

O marketing emocional lida justamente com o lado humano e, por isso, há uma preocupação com a nutrição e construção de um vínculo entre o cliente e uma marca, produto ou serviço. Agora você deve estar se perguntando “qual a diferença entre o marketing emocional e o marketing sensorial?” Simples, enquanto o marketing sensorial é efêmero e tem o intuito de PRECIPITAR uma venda, o marketing emocional, ao contrário, deseja nutrir um relacionamento duradouro. Os resultados do marketing emocional são alcançados, portanto, trabalhando a retenção de clientes, pós-venda, feedback e atendimento ao cliente.

A função básica do marketing é oferecer soluções para os seus clientes, certo? O marketing emocional o enxerga como um ser deficiente, ou seja, algo está faltando e, portanto, existe uma carência que precisa ser suprida por quem vende determinado tipo de produto e/ou serviço.

O marketing emocional é fundamental para manter o ponto de equilíbrio de qualquer negócio, fortalecer sua base de clientes (não só nas redes sociais) e até conquistar defensores da sua marca de forma orgânica. Dois pontos aqui merecem destaque: é mais barato manter um cliente do que conquistar um novo; um cliente fiel gasta mais na sua loja do que um novo cliente.

Como qualquer relacionamento duradouro, o marketing emocional também precisa de bases sólidas para permanecer atuante e funcionando a pleno vapor. Como estamos falando de emoções e sentimentos, nada mais justo do que considerar o maior responsável pela existência do vínculo afetivo: o amor. Ele é a expressão máxima de engajamento nas redes sociais. Quando a experiência é boa, o desejo é curtir, comentar, compartilhar e falar sobre a experiência positiva com outras pessoas. Outra base essencial é a experiência; o contato com a sua marca, seja através de um produto, serviço, mensagem ou qualquer outro, precisa ser memorável (no bom sentido) para o seu cliente. Nosso cérebro lembra de mais episódios ruins do que bons, por isso ter uma preocupação em oferecer experiências incríveis pode ser bastante oportuno. Outra base que ajuda a solidificar o marketing emocional é o conteúdo: ele não é só o que leva à conversão e a venda, mas é também o que preenche o vazio, a espera e a experiência.

E você, tem mostrado para o seu cliente que se importa com ele?

Conheça o nosso trabalho: www.gestaoderedessociais.com

Facebook: Integração do Messenger, Instagram e Whatsapp para troca de mensagens

gestao_blog_05022018

Mark Zuckerberg, diretor executivo do Facebook, planeja realizar a integração entre o Messenger, o Instagram e o Whatsapp. O objetivo é permitir a troca de mensagens entre as três redes sociais, que continuarão funcionando de forma autônoma, com criptografia de ponta a ponta para garantir o sigilo de todos os conteúdos enviados pelos usuários.

 

Segundo o jornal americano The New York Times, a mudança ainda não tem data certa para ocorrer, mas a expectativa do lançamento é entre final de 2019 e início de 2020. Com a mudança os usuários poderão enviar mensagens do Facebook para aqueles que têm apenas Whatsapp, por exemplo.

 

Em muitos países, as pessoas dependem de um ou dois serviços de correio. Na China, o WeChat, da Tencent, é o aplicativo mais popular, enquanto o WhatsApp é usado muito mais na América do Sul. No entanto, os americanos preferem serviços diferentes, como mensagens SMS, Apple iMessage e vários aplicativos de bate-papo do Google.

Para o Facebook, as mudanças representam uma oportunidade melhor para gerar dinheiro com o WhatsApp e o Instagram, que atualmente não geram muita renda, embora tenham um grande número de usuários (não mais que o Facebook):

 


Facebook é a rede social com maior quantidade de usuários. WhatsApp, Facebook Messenger e Instagram ocupam a terceira, quarta e sexta posições respectivamente. | Fonte: Statista

Agora você deve estar pensando como isso pode impactar o seu negócio, certo? Basicamente o aumento do engajamento do público, que tem como consequência o aumento no leque de propagandas e diversas formas de ganhar dinheiro. Ainda segundo o jornal americano, através da integração das plataformas, uma das formas de obter lucros será através da cobrança de uma taxa para aqueles que desejarem publicar algum tipo de propaganda.

 

Sem dúvida alguma, outro aspecto que merece destaque é maior agilidade na resposta aos potenciais clientes e, melhor, sem prejuízo de informações. Tudo estará integrado, já que não será necessário iniciar uma conversa em uma rede social e ir para outra.

 

E você, o que acha dessa novidade?

Conheça o nosso trabalho: www.gestaoderedessociais.com

Gestão de Redes Sociais: a febre da compra de seguidores

gestao_blog_04012018

Você já se perguntou: por que tenho tantos seguidores e poucas curtidas? Ou ainda: vale a pena comprar seguidores? Esses são questionamentos muito comuns quando se quer conquistar um engajamento daqueles nas redes sociais.

O que todos sabem, mas as vezes acabam se esquecendo é que nas redes sociais quantidade é tão importante quanto qualidade. É preciso que haja qualidade na produção de conteúdos para que o público se interesse pela rede social e, ao mesmo tempo, envolvimento com as publicações. A interação acaba servindo como prova social para que outras pessoas também interajam com o perfil ou a página. – Leia também Prova social: como ela faz você vender mais. Ou seja, a qualidade dos conteúdos gera alcance que, por sua vez,  gera o tão sonhado aumento do número de seguidores.

Isso responde a pergunta da compra do número de seguidores, que virou uma febre no perfil de pequenas, médias e grandes empresas. Podemos dizer que eles são parasitas das redes sociais ou “enfeites”, porque não interagem com as postagens e acabam prejudicando o alcance das publicações. Sem essas interações, por mais interessante que seja o conteúdo, as postagens acabam virando poeira digital.

Tão importante quanto pensar no número de seguidores é pensar na qualidade do conteúdo oferecido, através da segmentação do público-alvo. – Leia também Buyer Persona: como ela pode ajudar a sua empresa. Em outras palavras, conhecer quem são os seus consumidores, aqueles que realmente se interessam pelo que você oferece em termos de produtos, serviços e informações de forma geral. – Leia também People Marketing: quem é a pessoa por trás da sua compra? São essas pessoas que farão suas redes sociais crescerem, sem que seja necessário aderir a febre da compra de seguidores.

Entre as desvantagens da compra de seguidores estão: conteúdo menos relevante devido aos algoritmos das redes sociais; penalização das redes sociais; perda de credibilidade; variação enorme do número de seguidores devido aos perfis falsos. Precisa dizer mais?

Um negócio real tem a preocupação de trabalhar para conquistar seguidores reais, que queiram ter acesso ao conteúdo oferecido diariamente no feed delas, que consumam seus produtos/serviços e contribuam para as suas vendas, que indiquem a sua empresa para outras pessoas e que acompanhem as suas redes sociais.

A nossa Gestão de Redes Sociais é real! Não trabalhamos com sorte, fazemos acontecer! Conheça nosso trabalho: www.gestaoderedessociais.com | Fale com a nossa equipe: (24) 2237-0107 ou comercial@maxisite.net

Facebook: 5 tendências de que você precisa conhecer

gestao_27122018_blog

Que o Facebook preconiza as notícias de acordo com o interesse dos pessoas não é novidade, prova disso é a utilização do Edgerank. O algoritmo responsável por filtrar as publicações e mostrar o que é mais relevante para você e para todos os outros usuários. – Leia também Edgerank: saiba como usar o algoritmo do Facebook a se favor.

Se por um lado há um filtro de tudo que é relevante, por outro há um enorme excesso de informações diárias. Isso acaba dificultando o alcance orgânico das publicações, ou seja, o número de pessoas as quais as suas publicações foram exibidas por meio de uma distribuição não paga, o que tem impacto direto no engajamento e conversão dos usuários.

Isso não quer dizer que todo o trabalho está perdido, existem formas de obter bons resultados. Confira as tendências de anúncios no facebook que você precisa conhecer já!

1. Alcance abaixo de zero

Se você quer atingir o maior número de pessoas precisa, sim, investir nos seus anúncios. Fazendo isso você estará potencializando o alcance da sua publicação, além de oferecer um conteúdo relevante para os usuários e aumentar as possibilidades de engajamento e conversão.

2. Vídeo, o melhor aliado

O Facebook se transformou numa corrida maluca de informações, quem ganha? Quem consegue despertar o interesse do usuário e tem maior engajamento. Nesse sentido, os vídeos saem na frente. Aposte em vídeos curtos, trabalhe o marketing de conteúdo de forma concisa e estratégica, utilize o recurso história e aposte em transmissões ao vivo. – Leia também Marketing de conteúdo nas redes sociais: saiba como fazer!

3. Valorização de negócios pequenos e locais

Há uma forte tendência em se valorizar negócios pequenos e locais no Facebook. Por isso, dependendo do seu nicho de atuação, vale a pena investir em estratégias que potencializam o conhecimento da sua marca. Uma dica é a parceria com microinfluenciadores.

4. Anúncios no messenger

Como o espaço por um lugar no feed está cada vez mais concorrido é necessário encontrar novas formas de anunciar. Por que não no messenger? A ideia é entrar em contato com as pessoas que já seguem a sua empresa, pela maior probabilidade delas comprarem o que você vende.

5. Disponibilidade inquestionável

As pessoas não querem ver o chat verde e ficarem sem resposta. Independente do conteúdo da mensagem enviada: crítica, agradecimento, sugestão ou dúvida, é necessário estar presente 24h por dia. Sem falar que a demora na resposta pode ser muito prejudicial para a sua página.

Curtiu essas dicas? Conheça a nossa Gestão de Redes Sociais e fique a frente da sua concorrência: www.gestaoderedessociais.com | Fale com a nossa equipe: (24)2237-0107