Twitter: nova interface

Gestãoderedes_16042019_BLOG

Recentemente o Twitter lançou uma nova interface do seu app, que permite acesso rápido a câmera e torna muito mais fácil o compartilhamento, em tempo real, dos usuários. Pois é, a rede social entrou na onda do ‘Stories’, do Instagram.

Com a atualização, o usuário abre o Twitter, desliza a tela para a esquerda e tem acesso à câmera. Além do compartilhamento em tempo real, o público parece ter curtido a possibilidade de visualizações ao vivo. Imagina usar isso para mostrar as novidades na sua loja?

Compartilhando sua foto ou vídeo, você ainda pode acrescentar hashtags e a localização. Funciona assim, com base na geolocalização do usuário, as hashtags relevantes – relacionadas ao local ou ao evento que esteja acontecendo – serão sugeridas para serem incluídas ao Tweet enquanto a câmera estiver aberta.

O usuário não tem acesso a adesivos ou realidade aumentada, mas pode escolher a cor da moldura na qual será incluída a sua legenda.

A novidade na câmera do Twitter está disponível para usuários do app oficial no Android e no iOS. E você, curtiu essa nova interface?

Conheça melhor o nosso trabalho: www.gestaoderedessociais.com

Redes sociais e reconhecimento de marca

gestaoblog_09040291

As redes sociais potencializaram a possibilidade de reconhecimento de marca das empresas. Em um mercado cada vez mais competitivo, parece um enorme desafio conseguir destaque para uma loja de bairro, por exemplo, mas não é bem assim. O famoso boca a boca continua tendo o seu valor,  entretanto estratégias mais sólidas são cruciais no processo.

Quando falamos de reconhecimento de marca, nos referimos também a outro processo: a democratização do marketing. Aquela padaria, famosa pelo seu pão quentinho, pelo atendimento carinhoso e pelos produtos frescos e diferenciados também tem a oportunidade de ter sua marca reconhecida, e não só as grandes marcas.

Existem muitas vantagens em relação ao reconhecimento de marca, através das redes sociais. Alguns deles são a fidelização de seguidores, autoridade no mercado e recomendações espontâneas.

A primeira delas, a fidelização, parte diretamente da forma como você se comunica nas redes sociais. Refletir sobre o discurso da sua empresa, o tom da comunicação, e se você atende as pessoas de forma individualizada, por exemplo, são questões importantes para que a sua empresa conquiste a fidelização de seguidores e clientes. Pensando um pouquinho além, também é fundamental reconhecer situações de crise e a importância dos defensores da marca nestes períodos conturbados.

Outra vantagem é a autoridade no mercado; que é diretamente influenciada pelos conteúdos. Através deles é possível reconhecer uma marca como referência em determinado assunto.

Além da fidelização e da autoridade existe a recomendação espontânea. E, cá entre nós, não há nada melhor do que uma recomendação para decidir entre uma marca e outra.

Muito bem, mas para chegar lá o que deve ser feito? Primeiramente, você precisa repensar suas estratégias de marketing. Por exemplo, nas suas redes sociais, você divulga somente seus produtos, serviços ou promoções? O ideal é que apenas 20% dos seus conteúdos sejam institucionais ou comerciais e 80% esteja atrelado a informações pertinentes para os seus seguidores. Se você tem uma clínica de saúde, estética ou laboratório, por exemplo, vale a pena investir em dicas relacionadas ao bem-estar, dicas de como viver bem, alimentação, exercícios físicos, entre outras. Nesse contexto, o marketing de conteúdo é fundamental. – Leia também Marketing de conteúdo nas redes sociais.

São objetivos do marketing de conteúdo:

1. Gerar ou aumentar o reconhecimento de marca;

2. Incentivar a lealdade à marca;

3. Gerar e qualificar leads;

4. Educar consumidores;

5. Engajar clientes;

6. Recrutar pessoas;

7. Reduzir os gastos os custos em marketing.

A partir da análise de suas estratégias você terá acesso a métricas e, finalmente, poderá usá-las para otimizar conteúdos e campanhas. Quer saber como isso funciona? Conheça melhor o nosso trabalho: www.gestaoderedessociais.com

Instagram: controle na reprodução de vídeos em teste

gestaoderedes_blog_02042018

O Instagram – rede social com 1 bilhão de contas ativas todos os meses no mundo inteiro – está testando uma nova função que permite o controle da reprodução de vídeos. O novo recurso permite que o usuário navegue pelo vídeo, avançando ou retornando para onde deseja, além de poder avaliar se vale a pena assistir o material na íntegra.

O objetivo é tornar a navegação dos usuários mais funcional,já que atualmente o Instagram oferece opções limitadas de controle para os vídeos que aparecem no feed. Você até pode reproduzir um vídeo pela segunda vez, mas isso exige que você assista tudo do começo ao fim.

Reprodução: Giphy

A possibilidade de percorrer os vídeos sem ter que rever tudo é muito solicitada por quem usa a rede social, assim como a edição de tuítes é reivindicada por usuários do Twitter. Por outro lado, o Instagram ainda não se pronunciou sobre os testes. Será mesmo que vem novidade por aí?

Reprodução: Giphy

Conheça o nosso trabalho: www.gestaoderedessociais.com

Automação: 4 pilares para uma jornada mais criativa

Blog_Gestão26032019(1)

Na década de 30, um economista fez uma previsão pra lá de ousada: com o avanço da tecnologia trabalharíamos 15 horas por semana. Pois é, ainda estamos longe dessa jornada dos sonhos, mas se focarmos nas ferramentas adequadas podemos usar o marketing para fazer o trabalho pesado e focar naquilo que mais gostamos: o trabalho criativo.

Segundo o Google, há 4 maneiras de usar a automação para chegarmos lá. Será que você já cogitou colocar alguma em prática?

1. Encontrar dados que preveem resultados

Pensemos a partir de uma perspectiva crucial: nosso objetivo não é sempre, enquanto empresa, impulsionar, potencializar, e fazer os olhos dos clientes brilharem diante do nosso produto e/ou serviço? Claro que sim! Mas a partir de que dados podemos mensurar o que tornará esse encantamento possível? É isso que fazemos quando falamos de gestão de redes sociais. Pense bem, existe todo um trabalho por trás de cada campanha que vai ser vista. Por outro lado, há uma grande diferença entre ser vista e ser lembrada. Afinal, quando o usuário vê e acompanha a campanha até o final, há um conhecimento significativo da marca. – Leia também Marketing de conteúdo nas redes sociais: descubra como impulsionar suas vendas.

2. Usar os dados para otimizar

Se temos os dados nas mãos, o que fazemos com eles? Otimizamos sempre! O Google, por exemplo, tem usado o Marketing Platform que, por sua vez, usa o machine learning para otimizar todas as campanhas. – Leia também: 5 REGRAS DO MACHINE LEARNING – As redes sociais são ferramentas importantíssimas no que diz respeito ao feedback do público-alvo. Não dá para simplesmente ignorar os dados em nossas mãos, pense nisso

3. Construir modelos escaláveis

Já parou para pensar na diferença entre o digital e outras mídias, como a TV? Enquanto a TV pede uma abordagem mais padronizada, nas redes sociais o céu é o limite! Isto é, podemos transmitir a mesma mensagem de formas diferentes, mudando a abordagem e formato do conteúdo, sempre pensando na otimização necessária pra alcançar os objetivos estabelecidos inicialmente. Para além das redes sociais, quando uma busca de receita é feita na internet, por exemplo, o usuário pode ser impactado por um anúncio relevante. E mais, com o marketing automatizado, é possível equilibrar criativos dinâmicos e escala, oferecendo impressões significativas e levando esse usuário a ter 6% a mais no conhecimento de marca e 5% a mais na consideração1.

4. Pensar além dos anúncios

É comum que quando abordamos o assunto automação, algumas pessoas fiquem assustadas pensando no papel humano. Mas pense bem, a automação é usada para um trabalho que ocuparia o nosso tempo e, consequente, nosso potencial criativo. Se ganharmos esse tempo, do que seremos capazes?

______

¹ Dados Internos de Campanha do Google, 2017.

Conheça o nosso trabalho: www.gestaoderedessociais.com

Banner_blog_alt

TikTok: a nova rede social que é um fenômeno

Gestão_10032019

Você já ouviu falar no Tiktok? A rede social vem batendo recorde de download no mundo, ultrapassando a marca de 1 bilhão, tanto é que nos Estados Unidos já superou até o Instagram. Tanto sucesso só pode ser explicado pelo objetivo da plataforma, que permite aos usuários a criação de vídeos divertidos, apelando para o humor. E cá entre nós, quem não gosta disso?

tik-tokFoto | Reprodução: TikTok

A rede foi criada na China em Agosto do ano passado e desde sua apresentação faz sucesso nos Estados Unidos, como já falamos, e Austrália, embora seu maior público esteja na China e na Índia.

O TikTok foi criado para permitir a interação ‘obrigatória’ entre os usuários. Nele você pode postar vídeos de 15 segundos, editá-los e ainda acrescentar efeitos e trilha sonora. Como a maioria dos vídeos tem certo humor, o público é bastante jovem e, segundo a rede social, 41% dos usuários têm entre 16 e 24 anos.

Já vimos que a plataforma é um fenômeno, certo? Pois é, e por isso mesmo tem chamado a atenção das empresas chinesas, indianas e americanas. Nem precisamos dizer que é só uma questão de tempo para que ela faça sucesso nas empresas brasileiras, né? (ou não…).

Algumas vantagens da plataforma estão na segurança e proteção dos usuários, que receberam investimento contra assédio e uso indevido. Isso permitiu uma estrutura confiável, com teste de recursos e funcionalidades, alinhamento de objetivos e, claro, o foco inquestionável para conquistar públicos cada vez maiores. Além disso, também há uma vantagem em relação ao marketing viral, ainda um desafio para redes sociais como Instagram e Facebook. O Tiktok promete não atrapalhar o ‘andamento’ da coisa, já que os usuários não conseguem simplesmente ignorar o que está no feed e rolar para ver outra coisa. Pelo contrário, eles vão passando pelos vídeos e interagindo.

E você, o que acha do Tiktok? Será que ele pega aqui no Brasil com uma pegada voltada para as empresas?

Conheça o nosso trabalho: www.gestaoderedessociais.com

Banner_blog_alt